Você tem dificuldades em lidar com o fracasso? Ou você já se perguntou por que algumas pessoas tem uma imensa capacidade de superar os desafios mais rapidamente quando comparadas com outras pessoas? Carol Dweck não só pensou sobre essas questões como fez desse assunto um best-seller chamado Mindset.

Nesse livro, a autora discute o poder que as crenças e a visão de mundo têm sobre a nossa vida pessoal e profissional, valorizando radicalmente o esforço e desconstruindo o mito do talento. Para simplificar essa discussão, a autora divide o nosso estilo de pensamento em dois modelos básicos, o mindset fixo e o mindset de crescimento.

De acordo com essa analogia, as pessoas com mindset fixo acreditam que as coisas são assim porque são e que a inteligência é finita, sem possibilidade de expansão. São pessoas fatalistas que atribuem o dom ou talento a habilidade de executar bem uma tarefa. Como resultado, tendem a desistir facilmente de uma tarefa quando encontram um obstáculo, utilizando desculpas para não colocar mais esforço naquela ação.

Por outro lado, as pessoas de mindset de crescimento tem uma tendência a persistir. Para elas, a inteligência é algo que pode ser melhorado a cada momento, dependendo apenas do esforço empregado. Elas atribuem o sucesso a uma sucessão de tentativas, incluindo as falhas como parte do processo de aprendizagem. Não usam o seu tempo para lamentações, mas sim criam novas estratégias e colocam mais esforço em novos desafios.

Na prática, nós temos os dois tipos de mindset. Sim! Temos o mindset de crescimento para algumas situações e o fixo para outras. Por exemplo, eu posso acreditar que estou “muito velha” para aprender um novo idioma e que não vou conseguir absorver as informações – mindset fixo. Mas ao mesmo tempo, encaro um desafio no trabalho como algo que faz parte do meu processo de evolução profissional e, assim, não coloco empecilhos para desenvolver novas habilidades no trabalho – mindset de crescimento.

Dessa forma, a maneira como enxergamos a nossa capacidade de encarar um desafio e o tamanho do esforço que nele investimos é o que vai influenciar diretamente os nossos resultados. E esse estilo de pensar vai nos dar motivos para continuar ou desistir. Entender que o fracasso faz parte do processo de aprendizagem e persistir, colocando mais esforço para alcançar um resultado, é o que fará a diferença entre uma pessoa que supera os desafios mais rapidamente do que aquelas que desistem no primeiro obstáculo.

E agora, você ainda acredita não ser capaz de aprender algo novo?

Fechar